Noticias
10/04/2017 - viagem nos ônibus clandestinos
ônibus clandestinos
 

A perigosa viagem nos ônibus clandestinos

Atraídos por preços mais em conta, passageiros se aventuram rumo ao Norte e Nordeste do País
 
30/12/2013 - 06h00 | Katia Camargo/AAN
katia.camargo@rac.com.br
 
Foto: Elcio Alves/ AAN
Passageiros se aglomeram na Rua Dr. Barbosa de Barros, no Botafogo, em Campinas, à espera dos ônibus clandestinos
Passageiros se aglomeram na Rua Dr. Barbosa de Barros, no Botafogo, em Campinas, à espera dos ônibus clandestinos
Texto      
Envie a notícia por e-mailE-mail
Imprimir
Comente

Quem passa pela Rua Barbosa de Barros, localizada no bairro Botafogo, em Campinas (SP), próximo da antiga rodoviária - e em todo seu entorno -, percebe que existe uma grande movimentação de pessoas que entram ou saem constantemente dos ônibus clandestinos. Esses veículos, que em sua maioria oferecem condições precárias de viagem saem de São Paulo, passam por Campinas e seguem rumo ao Norte e Nordeste do Brasil. 

Além das muitas malas e bagagens que esses passageiros carregam, seja na chegada ou partida, eles são movidos pelo sonho de reencontrar seus entes queridos, que ficaram em suas regiões ou que vieram trabalhar em Campinas ou em cidades próximas. O recesso no trabalho no final do ano, a chegada das férias ou ainda o recebimento do 13º salário contribuem para incentivar as pessoas a embarcarem nessa perigosa viagem. 

Movimentação

Na manhã deste domingo (29), a equipe da Agência Anhanguera de Notícia acompanhou a movimentação no local. Nesse período, dois ônibus que fizeram uma parada na rua Barbosa de Barros chegavam do Maranhão e outros saíram e chegavam. Eles deixaram alguns passageiros e seguiram viagem para São Paulo. Segundo informações dos passageiros que chegaram, a viagem demorou em média dois dias e meio.

Segundo alguns depoimentos, o preço é um dos fatores decisivos na hora de escolher o transporte. Muitos dos viajantes contaram que nunca andaram de avião, pois nem sabem como comprar uma passagem aérea. Além disso, nas pequenas cidades não existem aeroportos. Para se ter uma ideia, uma passagem em ônibus clandestino com destino ao Maranhão custa, em média, R$ 250 e da empresa Itapemirim (que tem autorização para esse tipo de viagem), - segundo consulta realizada no site da Rodoviária do Tietê - o preço varia de R$ 380 a R$ 440 (dependendo do destino final).

Mas quem opta por fazer a viagem de avião pode acabar encontrando tarifas até mais baratas e com tempo bem menor de viagem. Se a viagem for planejada com pelo menos 90 dias antecedência, é possível achar passagem por até R$ 200 em média.

Atraídos pelo preço

O conferente Vilson Brito Nascimento, de 50 anos, mora há 29 anos em São Paulo foi um dos passageiros que embarcou em um ônibus clandestino no Maranhão e neste domingo (29) retornava para São Paulo. Ele contou, durante a parada que o ônibus fez em Campinas, que viajou para a cidade de Santa Inês para passar o Natal com a mãe. Já fazia 22 anos que ele não ia para o Nordeste.

"Fazia 22 anos que eu não ia para o Maranhão. Fiquei emocionado de rever minha terra, comi muito peixe e açaí. Mas achei que a cidade está muito violenta, muito diferente de quando eu saí de lá. Agora não vejo a hora de chegar em São Paulo e reencontrar minha mulher e meus filhos. A viagem foi bem cansativa, foram dois dias quase sem dormir. Mas se não fosse essa passagem mais barata, eu não teria voltado para lá nunca. Não tive medo da viagem, eu confio em Deus" , relatou o conferente.

Dinheiro curto

Já Francisca da Silva, de 55 anos, que aguardava sentada em uma cadeira na calçada 
 

Foto: Elcio Alves/ AAN
Lucineti: "Não paramos nem para almoçar direito e ir ao banheiro. Tomar banho, então, nem pensar.
Lucineti: "Não paramos nem para almoçar direito e ir ao banheiro. Tomar banho, então, nem pensar.
a chegada dos familiares, veio de São Mateus, no Maranhão. Ela contou que essa é a primeira vez que vem para Campinas, pois veio ajudar a filha que vai ter um bebê. "A viagem é longa e cansativa. Mas como o dinheiro é curto achei essa passagem mais barata e comprei. Graças a Deus, apesar do cansaço, cheguei bem. Vou passar um mês por aqui e volto com o mesmo ônibus" , relatou Francisca.

Quem se aventura nos ônibus clandestinos afirma não que não tem medo de acidentes e nem da fiscalização. É o caso da dona de casa Lucineti Costa da Silva, de 55 anos, que chegou do Maranhão. Ela contou que o único problema é que no sábado o motorista veio direto, não fez quase nenhuma parada. Ela mora em Icatu e essa é a terceira vez que vem para Campinas. "Não paramos nem para almoçar direito e ir ao banheiro. Tomar banho, então, nem pensar. Foi muito cansativo, mas foi o que o dinheiro deu para pagar. Fico um mês e depois volto para casa. Já estou acostumada, por isso não fico com medo, confio em Deus e no motorista" , afirmou.

Antes do Ano-Novo

Os irmãos Vanclailton e Valdeilton Maciel, de 28 e 30 anos, respectivamente, aguardavam ansiosos a chegada do ônibus que vai deixá-los em Arari, no Maranhão. O ônibus clandestino estava atrasado uma hora e meia. Os dois vieram para Campinas há nove meses para trabalhar na construção civil. Eles contaram que estavam ansiosos para rever a mãe. 

Os irmãos vão ficar um mês de férias e depois retornam para Campinas. Eles acreditam que devem chegar por volta das 6h da manhã do dia 31 de janeiro. Diferente dos outros relatos, a dupla conta que se preocupa bastante com a estrada. "Eu não durmo nada. Tenho medo de acidente e assalto a noite nessas estradas", disse Vanclailton. Já Valdeilton complementou: "Vamos chegar em casa, pedir a benção para a mãe e vamos direto dormir, pois chegaremos muito cansados."

Órgão responsável

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é o órgão competente pela outorga e fiscalização das permissões e autorizações para a operação desses serviços. No site é possível saber quais empresas possuem autorização para realizar o serviço. Ninguém havia sido encontrado para comentar o assunto.

 

 
 
 
Autor: http://correio.rac.com.br/_conteudo/2013/12/capa/campinas_e_rmc/138467-a-perigosa-viagem-nos-onibus-clandestinos.html

[+] Noticias
20/02/2018 - Vendo Caminhão
Vendo Caminhão Trator Ford Cargo 4331 - ano 2004/2004
Vendo Caminhão Trator Ford Cargo 4331 - ano 2004/2004 VEICULO NO ESTADO DE ZERO KM MOTOR NOVO , ACABO DE FAZER A RETIFICADO MOTOR RODOU SÓ 800 KILOMETROS, TÁ ZERO. CABI...
 
20/02/2018 - Documentos Necessários:
VUC - Veículo Urbano de Carga
Documentos Necessários: (Você pode envia-los via e-mail ou via WhatsApp 98763-9773)   1 - CNPJ da empresa requerente. 2 - CPF/MF do representante com poderes de administração. 3 - Procuração específica com firma reconhecida, acompanhada do CPF/MF do procurador. 4 - Contrato Social e última alteração. 5 - Certificado(s) de Registro de Licenciamento do(s) Veículo(s) - CRLV, frente e verso. 6 - Comprovante do v...
 
15/02/2018 - Perguntas Frequentes
TRANSPORTE RODOVIARIO DE PASSAGEIROS
      Seguem abaixo os links para download da última edição: Perguntas Frequentes As respostas para tudo o que você precisa saber Anim...
 
05/02/2018 - Antt TAG
Dispositivo de Identificação Eletrônica - TAG
Dispositivo de Identificação Eletrônica - TAG TAG Obrigatoriedade da instalação da TAG A ANTT estabeleceu por meio da Resolução nº 4799/2015 a obrigatoriedade da identificação eletrônica dos veículos automotores de carga cadastrados no RNTRC. Os transportadores deverão adquirir, vincular e instalar as TAGs  em todos os veículos automotores de sua frota cadastrada no RNTRC....
 
31/01/2018 - Entenda o que é a Tag Eletrônica da ANTT e veja os prazos para instalar em seu veículo
Tag Eletrônica da ANTT - foi adiada por tempo indeterminado, segundo DOU de 22dez17
  Entenda o que é a Tag Eletrônica da ANTT e veja os prazos para instalar em seu veículo 10/08/2017 NATÁLIA CORRÊA Atenção: o uso da tag foi adiada por tempo indeterminado, segundo Diário Oficial da União do dia 22 de dezembro de 2017. Sendo assim,  carros e caminhões cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) não têm ma...
 
 
Voltar
 
 
Fone:
(11) 4111-3143 / 2864-3086 Whatsapp ( 11 ) 94718-5996 Whatsapp ( 11 ) 98763-9773 Ligue: (11) 3441-7647
E-mail:
central@antt.net.br
Chat:
Atendimento On-line
 
ASSESSORIA NACIONAL AO TRANSPORTE TERRESTRE
TUDO PARA O SEGUIMENTO DE TRANSPORTE

Avenida Paulista, 1636, conj 1105, Bela Vista, São Paulo - SP
CEP 01310-200 - Próximo ao Trianon Masp 
(11) 4111-3143  / (11) 2864-3086 / (11) 3441-7647
     Whatsapp (11) 987639773 (tim)/ (11) 9.7445-7243(vivo
central@antt.net.br / cadastro@antt.net.br

 

 SOMOS UMA EMPRESA PRIVADA E
NÃO POSSUIMOS QUALQUER VINCULO COM A ANTT
(ANTT - AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTE TERRESTRE)
 
Sobre
- Vans/ônibus
- Empresa
- Contato
Mais
- Noticias - ANTT ETC
- ANTT TAC - Curso ETC R$ 520,00
- Curso TAC 420,00 - ETC ( Renovação )
- INCLUSÃO - OTM
- ANTT TAF (Vans e ônibus) - ARTESP - ônibus e vans
- CADASTUR - ônibus e vans - CET/DTP - ônibus e vans
- EMTU - EMTU - ônibus e vans
- ARTESP - ESCOLAR - Pessoa Física - EMTU - ESCOLAR - Pessoa Física
- TA - Fretamento em SÃO PAULO, capital - TRIC - Transporte Rodoviário Internacional de Cargas
- ônibus e vans - RNTRC
- Serviços - ZMRC, ZERC e VER
- Consultas - CONTAINERS
- Fretamento - multas - Monitriip - ANTT
- Adesivos - CAMINHÃO VUC
- CONSÓRCIO CAIXA - FRETAMENTO - PRÓPRIO
- PISO ECOLOGICO - MOTOBOY
- Licenças p/ Carga (Perigosa/Controlada) - SEGURO (ÔNIBUS E CARGA)
- LICENÇAS P/ CAMINHÃO E ONIBUS
A Assessoria Nacional ao Transporte Terrestre : CADASTRO ANTT - LICENÇAS e AUTORIZAÇÕES P/: ARTESP, ANTT, EMTU, PREFEITURA DE SÃO PAULO, IBAMA, CETESB, POLÍCIA CIVIL, POLÍCIA FEDERAL e EXÉRCITO.